2011/05/12

Página de escrita

Dois e dois quatro
quatro e quatro oito
oito e oito dezasseis
Repitam, diz o mestre
dois e dois quatro
quatro e quatro oito
oito e oito dezasseis
Mas eis que o pássaro-lira
passa a voar no céu
o menino vê-o
o menino chama-o
Salva-me, brinca comigo
passarinho!
Então o passarinho desce
e brinca com o menino
Dois e dois quatro
Repitam diz o mestre
e o menino brinca
e o passarinho brinca com ele
quatro e quatro oito
oito e oito dezasseis
e dezasseis e dezasseis fazem o quê?
Dezasseis e dezasseis não fazem nada
e muito menos trinta e dois
e de qualquer modo vão-se embora
e o menino escondeu na carteira
o passarinho
e todos os meninos
ouvem a canção
e todos os meninos
ouvem a música
e oito e oito também se vão embora
e quatro e quatro
e dois e dois
e um e um não fazem nem uma nem duas
um e um vão-se embora também
e o pássaro-lira  brinca
o menino canta
e o professor grita:
Vamos lá acabar  com a brincadeira!
Mas  todos  os  outros meninos  ouvem a música
e  as  paredes da sala
desmoronam-se suavemente
e os vidros das janelas  voltam a  ser areia
a tinta  volta  a ser  água
as carteiras voltam a ser  árvores
o giz  volta  a ser  rochedo
e  a caneta volta  a  ser  passarinho

(Jacques Prévert)

1 comment:

sfaia said...

que beleza Lu, obrigada!